Um jovem de 18 anos morreu na madrugada desta segunda (20/9) após sofrer um mal súbito no Centro de Belo Horizonte. Segundo a Polícia Militar (PM), ele consumiu alta quantidade de lança-perfume, o popular loló, antes de perder a vida.

Segundo a corporação, o caso aconteceu na Rua Espírito Santo, no Hipercentro de BH, altura do número 358. Antes de passar mal, o jovem teve seu relógio roubado por outros dois homens, de acordo com relatos de testemunhas à PM.

O jovem correu após o crime e passou mal ao atravessar a rua. Quando os militares chegaram ao local, paramédicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) já tinham constatado a morte dele por intoxicação exógena (desequilíbrio orgânico decorrente da interação com agentes tóxicos).

Na cueca dele, os militares acharam um compartimento com lança-perfume. A PM não localizou suspeitos do roubo do relógio do jovem.

O caso seguiu para a 4ª Delegacia de Plantão da Polícia Civil. A perícia compareceu ao local e deu início às investigações.

O corpo foi removido ao Instituto Médico-Legal, e os trabalhos para identificação da vítima estão em curso, informou a Polícia Civil em nota.