Na manhã desta sexta-feira (24/9), a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) cumpriu, em Rio Vermelho, no Leste de Minas, mandado de prisão preventiva contra um homem, de 37 anos, investigado pelo crime de tentativa de latrocínio, que ocorreu no mês de janeiro de 2016, contra dois homens, de 43 e 62 anos. Por conta da violência das agressões, a vítima, atualmente idosa, teve traumatismo craniano e sofreu sequelas que a deixaram paraplégica.

Foi apurado durante as investigações que, no dia do crime, tanto o suspeito quanto as vítimas estavam em um mesmo bar, fazendo uso de bebida alcoólica, quando o investigado viu que a vítima mais velha tinha grande quantia em dinheiro na carteira. Depois que as vítimas deixaram o estabelecimento, o suspeito foi até elas e, com um pedaço de pau, iniciou as agressões, vindo a fugir em seguida com todo o dinheiro dela.

“Devido às pauladas na cabeça, o homem mais velho foi socorrido ao hospital, onde foi constatado traumatismo craniano. Ele ficou internado na UTI durante bastante tempo e depois que recebeu alta restou as sequelas, que deixaram o homem sem o movimento das pernas, além de outros problemas de saúde e psicológicos decorrentes da ação criminosa”, disse o delegado Viener Martins.

“Apuramos que, após a tentativa de latrocínio, o suspeito ficou um tempo na cidade de São Paulo, em situação de rua e depois foi para a cidade de Uberaba, onde, inclusive, foi preso em flagrante por crime de roubo. Nós acreditamos que ele tenha cometido outros delitos, mas a falta de documento de identidade dificultou essa identificação”, ressaltou Martins, destacando que “quando identificamos que ele teria retornado para Rio Vermelho, conseguimos efetuar a prisão”.

A ação, coordenada pelo delegado Viener de Souza Martins Junior, contou com a participação das equipes das Delegacias em Rio Vermelho e Sabinópolis.