Vias localizadas nas regiões Centro-Sul, Nordeste e Pampulha foram bloqueadas de forma preventiva na noite desta segunda-feira (18/10)

A chuva forte que atinge Belo Horizonte na noite desta segunda-feira (18/10) fez a Defesa Civil da capital mineira interditar três vias por risco de alagamento. As ruas estão localizadas nas regiões Centro-Sul, Nordeste e Pampulha.

Na Região Centro-Sul, a Rua Joaquim Murtinho foi interditada na esquina com a Avenida Prudente de Morais, no Bairro Santo Antônio. A reportagem do Estado de Minas esteve no local nesta noite e registrou um ponto de alagamento. Uma grande concentração de lixo também foi flagrada.

O ponto, por causa da chuva forte na noite de 2 de outubro, registrou alagamento. O local chegou a viralizar na internet pelo fato de um rato que estava em cima de um colchão , flutuando na enchente.

Já na Região Nordeste de BH o principal ponto de risco é no Bairro Ribeiro de Abreu, por causa do Córrego do Onça. Por lá, a Defesa Civil bloqueou o trânsito na Rua Areia Branca.

Outro ponto bloqueado pela Defesa Civil foi a Avenida Heráclito Mourão de Miranda, popularmente conhecida como Atlântida. O córrego Ressaca é a principal ameaça da Região da Pampulha. Por isso, o órgão municipal classificou a via com risco alto de transbordamento no decorrer da próxima hora.

Vídeos enviados para o Estado de Minas mostram a situação da chuva em Belo Horizonte. Na Avenida Olegário Maciel, no Bairro Santo Agostinho, a enxurrada era fácil de ser percebida por causa dos carros estacionados, uma vez que a força da água ia de encontro com os pneus.

Na Região Oeste, a situação não é diferente. No Bairro Vila Oeste, a chuva também era forte. Perto dali está localizado o Córrego Ferrugem, no limite com Contagem. A Defesa Civil orienta para que motoristas e pedestres evitem as ruas próximas, principalmente a Avenida Tereza Cristina.

Fonte: EM