Criminoso amarrou criança com fio, tapou o rosto dela, a agrediu e a trancou no banheiro. Menina ficou ouvindo o pai gritar enquanto era morto do lado de fora

O dono de um bar, de 56 anos, foi assassinado com golpes de facão durante um assalto e teve as mãos e as pernas amarradas, além de uma venda colocada nos olhos. A filha dele, de 8 anos,  foi amarrada com um pedaço de fio, teve o rosto coberto por um pano e foi agredida com chute na barriga e nas pernas, além de ser trancada no banheiro. O crime brutal ocorreu em Resplendor,  no Rio Doce, nesta terça-feira (26).

De acordo com o Boletim de Ocorrência (BO), a menina ficou trancada no banheiro, ouvindo o pai gritar enquanto era morto. Quando conseguiu deixar o cômodo, ela viu o pai assassinado e tentou chamar por ele, como ele não respondeu, ela foi até a casa de uma tia e pediu ajuda. A Polícia Militar foi acionada. 

Os policiais perceberam que havia marcas de sangue no bar e nos fundos do estabelecimento, onde fica a casa da vítima Jorge da Silva. A filha dele, de 8 anos, contou que estava no estabelecimento com o pai, quando o suspeito chegou e pediu uma cachaça fiada. O pai disse que não vendia fiado e o homem sacou um facão perguntando se as vítimas queriam morrer. 

O suspeito, de 26 anos, levou o dono do estabelecimento e a menina para a casa deles. Ele revirou o guarda-roupas e pegou o dinheiro que tinha lá, colocando em seu bolso. A vítima ainda relatou aos policiais, que o suspeito estava com um facão na mão e um copo com uma mistura de cerveja e cachaça na outra. 

Ele pegou a criança, a levou para o banheiro, a amarrou e a agrediu. Nesse momento, o pai dela tomou o facão do criminoso e deu uma facada na cabeça dele, porém o suspeito pegou a arma de volta e matou Jorge da Silva. O autor do homicídio fugiu do local levando diversos pertences das vítimas.

A menina reconheceu o suspeito após levantamentos da Polícia Militar. Os militares foram até a casa dele. O homem tentou agredir os policiais, fugiu e invadiu uma casa sem moradores para se esconder, mas foi preso em flagrante. Os pertences roubados da família foram recuperados. 

O Corpo foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Governador Valadares, na mesma região, e o preso foi levado para a delegacia da mesma cidade, onde a ocorrência foi registrada. O caso será investigado.

O Tempo