Um homem foi preso nessa sexta-feira (29) por assassinar o vizinho a tiro e pedradas. A briga entre os vizinhos ocorreu porque a vítima acreditava que o homem ensinou seu galo a cantar a palavra “Bolsonaro”, por implicância. O crime ocorreu no dia 4 de setembro, e desde então o homem estava foragido.

Policiais civis da 105ª DP (Petrópolis) prenderam o homem, de 52 anos, pelo crime de homicídio. o Homem matou o vizinho Ricardo Carneiro Montojos próximo à entrada do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, no bairro Bonfim, na cidade carioca.

De acordo com as investigações, o autor atirou contra a vítima que, já caída, foi golpeada na cabeça com uma pedra de cerca de oito quilos, causando esmagamento do crânio e da face, com múltiplas fraturas. As lesões corporais provocadas pela pedrada foram determinantes para a morte.

O homem fugiu do local e buscou refúgio na região da mata. Dias após o assassinato, ele compareceu na delegacia, na companhia de um advogado, para prestar esclarecimentos.

Em depoimento, o homem contou que agiu movido por rixas antigas entre ele e a vítima, especialmente porque o vizinho reclamava do barulho do galinheiro que havia no terreno dele. O acusado também disse que Ricardo acreditava que ele havia ensinado seu galo a cantar a palavra “Bolsonaro” por implicância.

Com informações PLOX