Dentro e fora dos palcos, a cantora Marília Mendonça, de 26 anos, viveu uma vida intensa de carinho e dedicação pelo que amava. Com o microfone nas mãos, se mostrou uma talentosa e forte. Fora dos holofotes, Marília era uma mãe de primeira viagem, dedicada e amorosa.

Marília morreu na tarde desta sexta-feira (5/11) em um acidente aéreo em Minas Gerais. A cantora deixou seu único filho de um ano e nove meses. “Ele é lindo”, compartilhou a artista após dar à luz, em dezembro de 2019. O bebê, Léo Dias Mendonça Huff, é fruto do seu relacionamento com o cantor Murilo Huff.

Ao completar um mês de vida, a cantora escreveu um texto em homenagem ao recém-nascido em seu Instagram. “O que é isto que estou sentindo? Por onde andará a Marília que partiu quando você chegou? Quem ela pensava que era? Ela achava que amava, meu filho, acredita?”, se declarou. “Você nunca vai encontrar um amor maior que o meu”.

“O motivo de cada vez que eu saio pra trabalhar mudou. O motivo de eu querer cuidar da saúde mudou. O motivo de tudo mudou, porque o motivo de tudo agora é você”
Marília Mendonça, ao escrever sobre o filho no Instagram

Com seu humor único, ao se referir sobre o parto e pós-parto, afirmou: “Acho que sou o Hulk”. O parto foi normal, segundo ela, como desejava e sonhava. “Só não consigo dormir desde o começo do trabalho de parto. A gente fica meio babona, sem acreditar no que está acontecendo, babando a cria”.

Leia também: Saiba quem são as outras pessoas que estavam no avião com Marília Mendonça

Após o nascimento de Léo, a cantora deu uma pausa na carreira e, por alguns meses. Trocou o microfone pelas mamadeiras e fraldas. Eu seu retorno, afirmou ter sido muito bem recebida pelos fãs, que nunca deixaram de apoiar suas decisões.

Para comemorar os 11 meses do filho, Marília escreveu uma nova música dedicada a ele. No primeiro aniversário, mais uma vez compartilhou publicamente o amor pelo bebê. “Não acredito em vida pré-você, eu te amo.”

Em setembro deste ano, Marília compartilhou nas suas redes sociais a dificuldade que passou ao ter que se afastar temporariamente do filho. Ao testar positivo para a COVID-19 e entrar em isolamento, conversava diariamente com o filho por videochamadas. “É o que mais dói”, escreveu ao se referir à saudade que sentia do bebê.