Participam da conferência os segmentos educacionais, setores sociais, entidades que atuam na área da Educação e todos os profissionais e pessoas da população em geral dispostas a contribuir para a melhoria da Educação do município

A Escola Municipal de Tempo Integral Ioleide Aparecida Pessoa Araújo, em São Gonçalo do Rio Abaixo, sedia no dia 24 de novembro, das 7h às 16h, a Conferência Municipal de Educação, que terá como tema central “Inclusão, Equidade e Qualidade: compromisso com o futuro da educação brasileira”.
O objetivo é mobilizar a sociedade para intensificar o monitoramento e a avaliação do cumprimento do Plano Municipal de Educação (PME), suas metas e estratégias, propondo melhorias à política municipal, estadual e nacional, bem como responsabilidades, corresponsabilidades e atribuições entre os entes federativos, de forma a fortalecer a construção do Sistema Municipal de Educação.

Participam da conferência os segmentos educacionais, setores sociais, entidades que atuam na área da Educação e todos os profissionais e pessoas da população em geral dispostas a contribuir para a melhoria da Educação do município.

A expectativa, segundo a Anatel e o governo, é de que quase R$ 50 bilhões sejam arrecadados ao final do leilão. Desse total, R$ 40 bi serão destinados para investimentos na conectividade digital e R$ 10 bi serão para o Tesouro.

Nesta quinta-feira (4), foram leiloados apenas os lotes e blocos das faixas de 700 MHz, 3,5 GHz e 2,3 GHz. Dessas, apenas a segunda é exclusiva para o serviço de oferta do 5G.

Com exceção da faixa de 700 MHz, todos os lotes para prestação do serviço de 5G em área nacional foram arrematados por uma das três maiores operadoras participantes do certame: Vivo, Tim ou Claro.

No total, já são quatro novos operadores de telecomunicação que ainda não ofereciam serviço móvel no Brasil. São eles: Winity II Telecom, Brisanet Serviços de Telecomunicações S.A., Cloud2U Indústria e Comércio de Equipamentos Eletrônicos LTDA e o Consórcio 5G Sul.

Confira os lotes leiloados:

Bloco de 10 MHz + 10 MHz na faixa 700 MHz

  • Lote A01 (nacional): Winity II Telecom LTDA, por R$ 1,427 bilhões

Blocos de 80 MHz na faixa de 3,5 GHz

  • Lote B01 (nacional): Claro SA, com R$ 338 milhões
  • Lote B02 (nacional): Telefônica Brasil S.A./Vivo, com R$ 420 milhões
  • Lote B03 (nacional): Tim S.A., com R$ 351 milhões
  • Lote C02 (região norte e São Paulo): Sercomtel Telecomunicações S.A., com R$ 82 milhões
  • Lote C 04 (Região Nordeste): Brisanet Serviços de Telecomunicações S.A, por R$: 1,250 bilhão
  • Lote C 05 (Região Centro Oeste): Brisanet Serviços de Telecomunicações S.A., por R$ 105 milhões
  • Lote C06 (Região Sul): Consórcio 5G Sul, por R$ 73,600 milhões
  • Lote C07 (Estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais): Cloud2U Indústria e Comércio de Equipamentos Eletrônicos LTDA, por R$ 405,1 milhões
  • Lote C08 (setores 3,22,25 e 33): Algar Telecom S.A., por R$ 2,350 milhões

Blocos de 20 MHz na faixa de 3,5 GHz

  • Lote D33 (nacional): Claro SA, por R$ 80,338 milhões
  • Lote D34 (nacional): Tim S.A., por R$ 80,337 milhões
  • Lote D35 (nacional): Telefônica Brasil S.A./Vivo, por R$ 80,337 milhões

Blocos de 50 MHz na faixa de 2,3 GHz

  • Lote E01 (Região Norte): Claro SA, por R$ 72 milhões
  • Lote E03 (estado de São Paulo): Claro SA, por R$ 750 milhões
  • Lote E04 (Região Nordeste): Brisanet Serviços de Telecomunicações S.A., por R$ 111.385.964,11
  • Lote E05 (Região Centro Oeste): Claro SA, por R$ 150 milhões
  • Lote E06 (Região Sul): Claro SA, por R$ 210 milhões
  • Lote E07 (Estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais): Telefônica Brasil S.A./Vivo, por R$ 176,400 milhões
  • Lote E08 (Setores 3, 22, 25 e 33 do PGO): Claro SA, por R$ 32 milhões

Blocos de 40 MHz na faixa de 2,3 GHz

  • Lote F01 (Região Norte): Telefônica Brasil S.A./Vivo, por R$ 20 milhões
  • Lote F03 (Estado de São Paulo): Telefônica Brasil S.A./Vivo, por R$ 231 milhões
  • Lote F05 (Região Centro Oeste): Telefônica Brasil S.A./Vivo, por R$ 30 milhões
  • Lote F06 (Região Sul): Tim S.A., por R$ 94,5 milhões
  • Lote F07 (Estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais): Tim S.A., por R$ 450 milhões
  • Lote F08 (Setores 3, 22, 25 e 33 do PGO): Algar Telecom S.A, por R$ 57 milhões