O Metabase Itabira, por meio de videoconferência, se reuniu com a Vale nesta tarde de quarta-feira (10) para discussão de mais uma proposta da empresa. “A empresa ofereceu mais 1,8%, ou seja, 8,8% de reajuste salarial, valores que serão aplicados também nas cláusulas econômicas”, disse André Viana “Pato Roco”. O piso salarial inicialmente não sofreria reajuste, mas a pedido do Metabase, a empresa reconsiderou e aplicou o reajuste também no piso salarial. Na primeira reunião, a empresa não apresentou proposta para abono salarial; já na segunda, ofereceu R$1.200,00 e após intensa reclamação do sindicato, aumentou para R$2.000,00, sendo R$1.400,00 em folha de pagamento e o restante, R$600,00, no cartão alimentação, em até 10 dias, após assinatura do acordo. O cartão alimentação, inicialmente proposto R$835,00, desta vez aumentou para R$860,00, com um crédito extra no final do ano, totalizando 13 créditos em um ano. Uma outra exigência do Metabase foi a não retirada de nenhum benefício adquirido: “Tenho defendido muito isso, ou seja, nenhum direito a menos” disse o presidente.

Assembleia indefinida.
André Viana informou que a proposta será discutida com a equipe técnica da instituição, composta por diretores e departamento jurídico. “Ainda não está definido se haverá assembleia ou não. Reconheço avanços, conseguimos um aumento de praticamente 50% (46,6%) na proposta de reajuste salarial se comparado à primeira, mas nenhuma decisão precipitada será tomada. Temos muito a apreciar, debater e porque não chamar a empresa para mais uma reunião?”, deixou em suspense o sindicalista.